segunda-feira, 8 de agosto de 2011

“Quebra de laços de almas no mundo espiritual! Isso é bíblico?

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.

Existe um ensino que tem se tornado cada vez mais popular no meio cristão em igrejas de todos os matizes doutrinários. É o ensino da chamada “necessidade de quebra dos laços de alma”.
É incrível como falsos ensinos vão se misturando com o verdadeiro ensino na igreja a cada dia e cada vez mais.
É fato que existem pessoas dentro de nossas igrejas, às vezes membros antigos que sofrem porque ainda não se libertaram de feridas emocionais relacionadas a experiências passadas, muitas dessas vividas em relacionamentos sentimentais e sexuais fora da vontade de Deus.
É fato que lembranças mal resolvidas de experiências ruins ou de ligações negativas de relacionamentos doentios e errados podem produzir conseqüências no hoje de cada um. Afinal podemos ferir outros e sermos feridos emocionalmente também
Entendendo que o ser humano é um ser integral não divisível, ou seja, tudo o que ocorre na dimensão subjetiva do ser influencia a dimensão física do mesmo e vice versa. Nossos relacionamentos tem implicações emocionais e espirituais.
Tudo isso é verdade, mesmo na vida de um salvo por Cristo. Agora à partir, disso começar a ensinar na igreja que as pessoas que tiveram relacionamentos sexuais ou sentimentais com alguém fora da vontade de Deus precisa passar por um rito ou ato de oração especifica para quebra de laços de alma no mundo espiritual, para dessa forma poder se achar liberta dessa situação é outra coisa bem diferente.
Alguns defensores dessa prática dizem também que demônios são transferidos por via da relação sexual, gerando até pactos de sangue. Em resumo, afirmam que a relação sexual indevida produz um pacto ou aliança e dessa forma um laço de alma é feito, afirmam também os crentes nessa prática que ao nos relacionarmos fisicamente ou sentimentalmente com alguém ficamos de certo modo presos espiritualmente a esta pessoa pelos laços de alma que acabaram sendo feitos por meio dessa relação, daí a necessidade de quebra destes laços de alma. Existem até mesmo orações especificas especialmente para isso. Pergunto onde está tudo isso ensinado implícita ou explicitamente na Bíblia?
Creio que muitos dos que se envolvem com este tipo de ensino são pessoas que estão tentando achar saída para alguns problemas pessoais ou que querem de fato ajudar pessoas com problemas, mas não creio, à luz da Bíblia, que este seja o caminho certo.
Isso tudo parece mais com espiritismo kardecista e esta longe do evangelho de Jesus. Mas por incrível que pareça há muitos cristãos buscando e ensinando isso.
Os dois textos bíblicos mais usados para tentar fundamentar este ensino são: Mt 18:18. Já de início lembramos que este texto não está ensinando nada sobre possíveis laços de alma no mundo espiritual entre pessoas que se relacionaram pecaminosamente. Este texto tem a ver com a disciplina sendo aplicada pela igreja aos seus membros.
O que este texto diz-nos na verdade é que “As medidas justas, bíblicas, obedecidas e postas em prática, pelos crentes (como igreja), de acordo com os mandamentos de Jesus, são ratificadas no céu.

“O tema da passagem trata do perdão (liberar/desligar) ou de excomunhão (amarrar/ligar) de um pecador impenitente da igreja”.
O significado mais literal deste texto de Mt 18 .18 é que o que for ligado na terra já foi ligado no céu e o que foi desligado na terra já havia sido desligado no céu. Estamos apenas seguindo a direção soberana do Senhor.
Ligando este texto com o de Mateus 16:19 .Somos ensinados que através dos apóstolos recebemos a orientação bíblica da verdade que serve de fechamento (se ignorarmos a fé bíblica e apostólica) ou abertura (se crermos na doutrina dos apóstolos que nos aponta o verdadeiro evangelho de Cristo).
Ou falando de outro modo, a Bíblia que temos é a mensagem dos apóstolos e através dela o reino de Deus é fechado ou aberto conforme a posição do pecador diante da oferta do evangelho bíblico.
Não há nada ai nestes textos bíblicos sobre fechar ou abrir referindo-se a laços de alma nem implícito e nem explícito.
Outro texto muito usado para tentar basear este falso ensino é 1 Co 6:15-16 .Esta passagem deve ser vista à luz de todo o contexto do capitulo e da carta inteira que ensina entre outras coisas sobre o uso honroso ou desonroso de nosso corpo como templo do Espírito Santo. Ao expor este tema Paulo vai citar a prática de relações sexuais indevidas (pornéia) aqui no caso com uma prostituta. Pelo termo grego do verso 16 traduzido como unir-se (que está no particípio presente) entende-se que esta união ocorre enquanto o pecado esta sendo vivido e ao falar sobre o formar uma só carne não está sendo dito que existe um laço de alma formado. Paulo esta sim chamando a atenção dos crentes de Corinto sobre o pecado de unirem um corpo que foi santificado para Deus ao pecado. (e se estas prostitutas fossem prostitutas cultuais do templo de Afrodite em Corinto a situação seria ainda pior), pois seria a participação de um cristão em um culto demoníaco.
Pessoas com problemas precisam de ajuda e aconselhamento bíblico mesmo, onde devemos identificar a situação da pessoa discernindo biblicamente o que, a luz da palavra ela precisa ter corrigido em sua vida, tudo isso feito em oração na completa dependência da graça e do poder do Senhor.(não esquecendo-se de que algumas situações exigem tratamento médico).
A Bíblia não nos ensina ritos, orações especiais ou atos de libertação para quebra de possíveis laços, ela nos ensina que temos de aplicar a palavra de Deus às realidades existenciais integrais de cada crente ensinado-os/treinando-os para vencer o erro, que fundamenta suas reações erradas na vida, e as orações são parte comum dessa busca da graça de Deus no enfrentamento de dificuldades, sejam elas quais forem.
A Bíblia nos foi dada para nos equipar para sermos tudo o que Deus quer que sejamos, conforme 2 Timóteo 3.16-17

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” Também todo o Salmo 119 nos fala disso.
O significado do perdão de Deus e da obra de Jesus feita à nosso favor é algo extraordinário e que acaba sendo menosprezado por aqueles que defendem a necessidade de se acrescentar orações exclusivas e atos especiais de libertação e quebra de laços.(examine textos como Jeremias 31:34; Isaias 43:25; Rm 8:28-34; Col 1:13, 1 Co 6:9-11; 2 Co 5:17, 21, Hebreus 8:12; e outros)
Além de tudo o que já dissemos baseados na Bíblia, existem também algumas implicações práticas deste ensino que mostram sua distorção.

Se existissem laços de alma no mundo espiritual, eles deveriam persistir até mesmo depois da morte se não forem quebrados, e a salvação destas pessoas como fica?

Como ficam os milhões de crentes que nunca fizeram isso e mesmo vindo de vidas promiscuas foram e são crentes frutíferos e abençoados na vida cristã?
Outra observação bem pragmática e jocosa, o que seria de um(a) prostituta(a) ou garota(o) de programas que se converte, como este vai poder listar todos com os quais se relacionou fisicamente no seu passado para poder então quebrar estes laços?

O que foi que Jesus disse à mulher pega em adultério (João 8.11)? Vá e quebre este laço de alma? ou “vá e abandone esta vida de pecado?
Porque a Bíblia não ensina isso de forma mais clara ou seja, porque o apóstolo Paulo nunca orientou nenhuma igreja a que ele escreveu (especialmente aos crentes de Corinto, cidade conhecida pela sua profunda promiscuidade) cuja a maioria vinha de vidas terríveis a quebrarem laços de alma quando os ensinou a como lidar com o pecado em sua vidas?
Temos de lidar com o pecado da forma bíblica, ou seja, através do arrependimento, confissão, abandono e vida vivida na presença de Deus continuamente. E diante das forças de satanás a ação (ou verbo) chave é resistir e resistir sempre. ( 1 Jo 2.9; Pv 28.13; Rm 6.17-22; 1 Tess 4.3-8;Tiago 4.7; 1 Pedro 5.9)

Quebrar laços em momentos especiais de oração podem até produzir um efeito mental, emocional ou o psicológico impactante. Mas nenhum laço de alma será quebrado no mundo espiritual, pois nada estará amarrado lá para aqueles que já nasceram de novo pelo poder de Deus e que mesmo tendo pecado depois de salvos já se arrependeram e deixaram o pecado para traz.
Na verdade os que ensinam a necessidade da quebra de laços de alma, acabam sim, criando mais um laço, onde a pessoa não consegue se perceber como liberta e perdoada pela poderosa, suficiente e inigualável obra de Jesus na cruz do calvário, pois segundo eles, a pessoa somente será liberta se ela for ministrada por alguém que lhe ensinará a oração da quebra de laços de alma, do contrário, até que isso ocorra, tal pessoa se sentirá amarrada psicologicamente e espiritualmente ao seu erro, isso sim é um laço. Um laço amarrado em um falso ensino bíblico, que só a aplicação da verdade bíblica pode desatar.

Ednilson Correia de Abreu

Pastor da Primeira Igreja Batista em João Neiva -ES

http://www.gracaparahoje.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários devem ser moderados, e sem ser de religiosidade de mais, sendo sempre um verdadeiro cristão nas suas iéias bíblicas. Caso não concorde e não sabe como redigir uma discussão, não entre nela.

Postar um comentário