terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Video chamada do Culto Libertação e cura Divina ADZL

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Pela Maravilhosa Graça Ev. Dilson Mendonça



Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Crise de integridade

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.

Crise de integridade | Pr. João Antônio Souza Filho
Soube recentemente que o Distrito Federal que compõe o Plano Piloto e as cidades ao redor tem cerca de 800 mil evangélicos ou 40% da população. Que diferença isto faz na sociedade brasiliense? Que diferença faz a grande percentagem de evangélicos em cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Anápolis e Goiânia com alto percentual de evangélicos?
O reflexo da infertilidade social dos evangélicos, e da falta de integridade pode ser visto na câmara dos deputados e no senado. Com raríssimas exceções, poucas são as vozes que gritam como João Batista no deserto e dizem a Herodes que ele é um corrupto!
O Brasil nesses dias vive as conseqüências da falta de integridade – é de se esperar que as pessoas que não têm temor de Deus ajam como queiram, sem respeitar o direito dos órfãos, das viúvas, dos aposentados, mas é inadmissível que muitos membros da chamada bancada evangélica estejam corrompidos pelo sistema político de Maquiavel. Tudo bem que na última eleição pra presidente da nação Lula tenha dito: “Eles não sabem do que somos capaz!” E que a Dilma tenha dito que apelaria até pro Diabo pra ganhar a eleição, mas não se pode admitir essa falta de integridade naqueles que se dizem nascidos de novo e que nos representam na Câmara Federal e no senado. Alguns ali na Câmara são pastores, bispos, líderes denominacionais que entraram no jogo sórdido e sujo das artimanhas de Maquiavel.
Mas, não podemos condenar apenas os políticos. Algumas das principais lideranças denominacionais estão presos ao sistema denominacional e tentam se livrar do odor de enxofre satânico que exala das estruturas podres de suas denominações. Em vez de exalarem o bom perfume de Cristo, exalam a murrinha do diabo. O mesmo jogo do engano e das sutilezas políticas invadiu as convenções, os concílios, os sínodos, os presbitérios – dê o nome que quiser – e transformaram suas denominações num grande partido político. Quando se reúnem, Deus fica bem distante do plenário!
As pessoas não cristãs quando olham para as denominações não a veem apenas como igrejas, mas como partidos políticos; e não respeitam os crentes como discípulos de Cristo e os têm como militantes de partidos políticos, como daqueles de que fazem parte.
Viajo constantemente pelo Brasil e quando perguntado sobre o que faço, respondo que sou escritor – o que de fato o sou – porque se disser que sou pastor, a pessoa ao meu lado vira a cara pra janela e não quer mais conversa comigo. Por que? Porque existe uma classe mal-cheirosa de pastores que rouba, e alardeia seus feitos, mostra sua ganância em luxuosos aviões, carros caríssimos importados e pela televisão não se cansam de pedir dinheiro.
Os membros das igrejas – muitos deles – não são culpados pela corrupção que grassa suas denominações, porque amam mais a Cristo e até ignoram o sistema de sua denominação. Diferentemente de seus líderes que tentam escorar as estruturas corroídas de cupim e de imoralidade de suas igrejas.
Os evangélicos vivem uma crise de integridade! Precisam se arrepender de seus pecados. A nação brasileira está do jeito que está porque as igrejas têm uma grande parcela de culpa elegendo pessoas sem caráter em troca de uma sandália ou de algumas telhas pra sua capelinha.
O joio cresceu no meio do trigo e só nos resta esperar a hora da ceifa quando o Pai disser, “separem o joio, queimem-no, e tragam o trigo para o meu celeiro”. Digo a você, meu irmão: Não se preocupe com esses imbróglios da política por onde escorre a maldade, a malignidade, a mentira e a coação.
Consagre-se mais a Deus; veja menos noticiário político; agarre-se à sua Bíblia e à oração, do contrário todos nós seremos varridos pelo Tsunami da imoralidade e da nefasta política.
Está na hora de haver uma grande revolução; não no mundo, mas na igreja; revolução de integridade e ética. Só assim a igreja, e não os políticos mudarão os rumos de nossa nação.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

A Ideologia de Gênero sob a ótica judaico-cristã

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.


A Ideologia de Gênero sob a ótica judaico-cristã
O ser humano é criativo, por vezes suas criações são maravilhosas, por outras desastrosas. Se formos olhar para a história da humanidade, veremos uma biblioteca de criações humanas, e uma infinidade de filósofos, sociólogos, defensores dos direitos humanos, psicólogos debatendo questões por vezes já solucionadas pela própria natureza. Mas muitos humanos não se contentam com as evidências, não se contentam com o “Eu Sou” como a definição da natureza, não se contenta com a realidade dos fatos, tende a confeccionar suas ideologias e doutrinas, por vezes vãs sem sentido, mas o que dizer do sentido se relativizarmos o sentido nada mais terá sentido, ou, tudo pode mudar de sentido, basta você desejar.
Não nos importamos mais com o equilíbrio natural das coisas, pois o “natural” se tornou opressor, o ser humano quer impor por força de palavras e militância um novo lugar para o natural ainda que isso signifique um desequilíbrio da natureza humana futura.
Passamos por um conflito de posições no tocante a doutrina judaico-cristã em contraposição á nova busca da autenticidade, identidade da chamada ideologia do gênero.
Não quero criar celeumas com este texto, apenas mostrar como o a religião Judaico -Crista pensa a respeito dessa família, desse homem e dessa mulher. Vale salientar que: quando falamos em cristãos falamos em pelo menos 89% da população nacional contando com evangélicos, católicos, outras religiões e pessoas que são sim conservadoras no sentido de preservar sua história, sua tradição, cultura e sua natureza biológica humana, conservar o modelo de conduta de amor ensinado pelo Deus que servimos.
Neste texto apenas quero mostrar porque para cristãos é impossível pensar no Gênero como algo igual fazendo parte da natureza sexual humana a intensão é esclarecer que para um Cristão ter que aceitar a Ideologia de gênero como verdade é negar a existência de Deus, e da natureza observável.
Mas o que a fé judaico-cristã pensa sobre este homem, esta mulher e sua família? Vamos analisar a Bíblia Sagrada, o código de ética dos judeus e dos cristãos. Logo no inicio encontraremos em Gêneses 2 e versículos, a ideia do criador, de DEUS, no tocante ao ser que o mesmo criou, ou seja, o homem e a mulher, vejamos:
Gênesis 2: 7 “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. 18 E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele”
Deus dá origem ao homem, e deste criará uma AJUDADORA – NÃO AJUDADOR – o que deixa claro que está falando sobre masculino e feminino, ou seja, de sexo, que são opostos e que se completam. Mais a seguir Ele continua:
Gênesis 2:22 “E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. 23 E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. 24 Portanto, deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e será ambos uma carne”.
Não há como negar ou manipular o que está escrito na Biblia sagrada e inscrito na natureza humana. Deus deixa clara a formação do homem e mulher, e assim define o conceito de sexo masculino e feminino, questão ligada à natureza, à própria biologia, à fisiologia, etc. A civilização, partiu desse dogma, a confirmação intelectual e científica veio com a chamada teoria de Darwim que outrora nega Deus, mas reafirma através de sua teoria da seleção natural, da que atesta que a evolução das espécies, só se consolida, somente é possível, mediante a procriação entre um homem e uma mulher, um macho e uma fêmea, sem que tivesse a intenção de exaltar ou endossar a criação Divina.
Deus criou seu povo, sua evolução só foi possível com a organização social e pelo casamento heterossexual, assim foi determinado por Ele e pela natureza humana. Tudo que é evidente não necessita ser provado.
O desenvolvimento natural de homem e mulher nos é trazido quando da orientação que homem e mulher serão uma só carne. Dentre vários prismas de interpretação que podemos trabalhar, iremos atentar apenas ao que toca a formulação de família. Neste ponto começamos a observar o conteúdo lógico, ou seja, homem, mulher, sexos e união.
Há um grande conflito aqui, pois ideologia como o próprio Karl Marx – o tão venerado e adorado mestre dos revolucionários e progressistas – ideologia era uma “falsa consciência” e não um conjunto de ideias. E o “falso” discurso vê as coisas não como elas são de fato, mais de maneira invertida, de maneira diferente e deturpada. Isso serve para tudo, mas aqui vou me ater à sexualização como forma de prazer. “Ideologia da cultura sexual”.
Deus é lógica, é matemática, é biologia, é a evolução da humanidade. Deus não é ideologia, não se serve nem se presta a falácias.
 violência intelectual sofrida pelos que não aceitam a ideologia de gênero, não apenas por uma questão de fé, mas de opinião baseado em evidências jamais pode ser interpretada como preconceito. Pois essa é a grande falácia da atualidade, e é tão violenta quanto a tal homofobia que pregam. Podemos sim conviver com as pessoas e com as sexualidades ideologizadas, porém o cristianismo tem sua ideologia enraizada na fé, na cultura, na tradição e na biologia e é esta que acreditamos e queremos viver, mas podemos sim respeitar o outro, e queremos sim sermos respeitados além de nossa fé. Isso seria o ideal de sociedade. Direitos humanos para todos é um desafio, mas é possível.
Marisa Lobo, psicóloga, teóloga e especialista em Saúde Mental e Direitos Humanos.
"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."

Por 

Marisa Lobo é psicóloga clínica, escritora, pós-graduada em saúde mental, conferencista realiza palestras pelo Brasil sobre prevenção e enfrentamento ás drogas, e toda forma de bullying, transtornos psicológicos, sexualidade da familia, entre outros assuntos. Teóloga, ela é promoter e organizadora da ExpoCristo realizada no Paraná. Marisa é casada, tem dois filhos e congrega na IBB em Curitiba.
Extaído: GOSPEL+

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Casa Branca arco-íris Comemora o Sim; Arca de Noé Lembra-nos do juízo de Deus e Amor

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.

Casa Branca
POR DAN DELZELL , ESPECIAL CP
08 de julho de 2015 | 11:05



Tem sido um longo tempo desde que Deus criou o 
primeiro arco-íris. Alguns 4.300 anos. E por isso é 
fácil ver por que muitas pessoas ignoram o que 
aconteceu nos dias de Noé. É irônico que a recente 
arco-íris Casa Branca foi usada para celebrar o 
pecado, em vez de lembrar as pessoas sobre o juízo 
de Deus contra o pecado e Seu amor pelos pecadores.
·                      
O cronograma bíblico revela o ponto da história em que 
Deus trouxe o Dilúvio sobre a Terra. Foi um ato de juízo 
divino em resposta a maldade do homem. E o arco-íris 
Deus criou depois do dilúvio era garantir homem que o 
Senhor nunca mais inundar a Terra como fez nos dias 
de Noé.

E por isso é irônico, e sim mesmo trágico, que o presi-
dente Obama iria escolher para iluminar a Casa Branca 
com um arco-íris depois da recente decisão da Suprema 
Corte. Era a sua maneira alta e orgulhosa de comemorar 
o pecado do casamento do mesmo sexo. Obviamente, o 
presidente não parecem acreditar que as histórias do 
Antigo Testamento da Arca e Sodoma e Gomorra de Noé 
eram fatos reais da história. Se ele fez, então ele também 
pode ser inclinado a acreditar que Jesus disse sobre ser 
o único caminho para o céu. (Ver João 14: 6.)
Você vê os meus amigos, a "arca" hoje é a cruz onde 
Cristo morreu, eo dilúvio está vindo com força total no 
Dia do Juízo. O arco-íris no céu lembra-nos do juízo de 
Deus e do seu amor, e isso nos aponta para a única 
maneira de escapar da ira vindoura e ser seguro para 
sempre no paraíso. Noé e sua família escaparam do 
dilúvio. E assim que todos aqueles que vêm a Cristo 
para salvação.
Ao invés de usar um arco-íris para celebrar o pecado, 
aqueles que conhecem a Cristo e crer em Sua Palavra 
entender que os pontos do arco-íris para o único Deus 
verdadeiro. Ele é um Deus de ambas julgamento e amor. 
Aqueles que ficou fora admirando o arco-íris Casa 
Branca seguravam cartazes dizendo: "Love Wins". 
Mas na Bíblia, o amor vence quando uma pessoa renuncia 
pecado e se afasta dele, enquanto confiar em Cristo para 
o perdão.
Imagine ter uma conversa com as pessoas dos dias de Noé
que se afogaram no dilúvio. Se você perguntasse a eles 
hoje se ou não o amor vence, eles iriam dizer-lhe que, ao 
escolher o caminho de maldade, eles impediram-se de 
experimentar o amor eterno de Deus.
Jesus sabia tudo sobre Noé eo dilúvio. De fato, Jesus disse: 
"Como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do 
Filho do homem. Pois nos dias anteriores ao dilúvio, 
comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até 
ao dia em que Noé entrou na arca, e eles não sabiam nada 
sobre o que aconteceria até que veio o dilúvio e os levou a 
todos Isso é como será na vinda do Filho do Homem ".. 
(Mateus 24: 36-39)Amor só ganha quando uma pessoa 
compreende que Deus é amor, e que só há uma arca, um 
Salvador, e um Evangelho. Aqueles que realmente conhecem 
a Cristo não comemoram o pecado, mas sim, eles celebram 
o Salvador e Seu caminho da retidão.
Como é que alguém pode reivindicar a acreditar nas palavras 
de Jesus, e ainda virar e dizer que Jesus estava errado sobre 
Noé? Infelizmente, isso é o que acontece no coração do 
homem quando ele optar por rejeitar a mensagem da Bíblia e, 
em vez perseguir os desejos de sua natureza pecaminosa. 
Todos nós estamos propensos a ir por esse caminho, e 
somente a Palavra de Deus eo poder do Espírito Santo pode 
nos livrar do tal engano.
Assim, enquanto os da Casa Branca, a mídia, e muitos em 
nossa nação comemorar o casamento do mesmo sexo, nós 
que acreditam que a Bíblia vai continuar a orar para as 
pessoas a vir a bordo da arca. Isto exige uma pessoa a se 
arrepender e parar de comemorar o pecado, e também para 
confiar em Jesus como Salvador e o único meio de salvação.
Hoje, na América, aqueles que acreditam que a Bíblia são 
percebidos a ser tão louco como Noé foi pensado para ser 
no seu dia. Mas isso é o que acontece com o povo de Deus, 
uma vez que são guiados pelo Espírito, em vez de liderado 
pela carne. A carne leva o homem a usar arco-íris na 
celebração de algo que Deus proíbe. O Espírito Santo, por 
outro lado, leva o homem no caminho da justiça e da paz 
para sempre.
Como foi nos dias de Noé, você também começa a fazer 
uma escolha. Mas o tempo está se esgotando. E você seria 
sábio para entrar na arca de imediato. Uma vez a bordo, 
então você vai começar a amar os outros com o amor que J
esus derramado por vós quando ele morreu pelos seus 
pecados.
Deus criou o primeiro arco-íris no céu cerca de 4300 anos 
atrás, e muitos mais arco-íris desde então. Enquanto isso, 
os homens conceber falsificações ao desígnio de Deus. 
E você começa a decidir se Jesus estava certo ou errado 
quando Ele afirmou ser o único caminho para o céu.
Jesus disse, em Mateus 7: 13,14, há uma grande estrada 
para a perdição, e um estreito caminho para a vida. 
Que caminho você está hoje?
Você vê arco-íris de Deus como uma desculpa para 
promover o pecado, ou como um sinal do amor e da 
salvação eterna do Senhor para todos os que se arrependem 
e crêem a boa notícia? Em outras palavras, se o presidente 
acertar com seu arco-íris Casa Branca, ou que Deus acertar 
na Bíblia e ao longo da história?
Enquanto a porta da arca permanece aberta hoje, não vai 
permanecer aberta indefinidamente.

domingo, 28 de junho de 2015

MAIORIA SILENCIADA

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.


MAIORIA SILENCIADA
As declarações depois da luta vitoriosa do cubano Yoel Romero contra o brasileiro Lyoto Machida expressam bem que tipo de pressão cada cidadão vive em um mundo cuja opinião está sendo criminalizada. Veja o que disse depois da vitória o lutador cubano:
"Escutem, pessoas! O que aconteceu com você, EUA? O que aconteceu com você? O que está acontecendo? Você esqueceu o melhor dos melhores do mundo, o nome de Jesus Cristo? O que aconteceu com você? Acorde, EUA! Volte a ele, volte! Volte a Jesus! Não se esqueçam de Jesus, povo!"
A mídia e grupos LGBTS entenderam corretamente que era uma critica a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos, que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.
Sob pressão logo depois na luta na coletiva de imprensa Romero desconversou, escorregou e disse:
"Primeiramente, se causei algum mal-entendido, peço desculpas e perdão a quem se sentiu ofendido. Sou um homem de Deus, e Deus é amor. Porém, tudo o que eu falar sempre vai ser sobre amor. Tudo o que eu disse octógono era sobre o sonho americano. Houve um mal-entendido sobre o casamento gay. Também quero dizer que Deus disse a Maria Madalena: “Você é uma prostituta, vá e não peque mais". Eu vos digo com amor, quem sou eu para criticar alguém? Deus fez o homem para ser livre. Eu não me referia a isso. Se houve um mal-entendido, eu digo a vocês que sou um cara de livre arbítrio e que qualquer um pode fazer o que quiser. Não sou o tipo de pessoa que vai criticar alguém. Eu, primeiramente preciso olhar para mim mesmo, não para os outros. O que eu quis dizer era: EUA, muito obrigado por me dar o sonho americano! Não há melhor país do que esse, porque está abençoado por Deus. Está na nota de dólar. Esse país foi feito por pessoas cristãs e é abençoado por Deus".
Veja, ele tinha todo direito de expressar sua opinião contra ou a favor do casamento gay, mas a tolerância em nosso mundo agora tem o significado de endosso e aprovação do comportamento homossexual. Qualquer opinião contraria trata-se de uma blasfêmia, um sacrilégio contra o direito sagrado de uma minoria que deseja impor sobre a maioria seu estilo de vida.
Com seu voto vencido numa disputa apertada de 5X4 o juiz da suprema corte americana John Roberts disse que o ato jurídico “tira o poder das mãos do povo” e que “o clero de togas pretas se pronunciou. Será que a Igreja se curvará perante os novos mestres?”
Outro juiz da mesma Suprema Corte Antonin Scalia disse que tudo aquilo se tratava um golpe judicial equivalente à imposição de valores por parte de uma maioria elitista de juízes sobre 320 milhões de americanos.
A federalização do reconhecimento do casamento gay nos EUA parece mais um ato da religião autoritária que pretende queimar na fogueira pós-moderna os que insistem em resistir a "revolução", onde para esses seres trevosos, primitivos e reacionários só resta dobrar seus joelhos ou lidar com as consequências.
Romero foi bravo o suficiente para suportar Machida, mas recuou diante da fornalha acesa dos grupos de pressão. E nós o que faremos?

domingo, 24 de maio de 2015

“AS ARMADILHAS DO PASSARINHEIRO”. SALMO 91.

Postado em: "Tempos de Deus", Um ministério de Amor.



“AS ARMADILHAS DO PASSARINHEIRO”. SALMO 91.

TODOS os cristãos verdadeiros enfrentam um predador que possui inteligência sobre-humana e astúcia. O Salmo 91:3 o chama de “O  Passarinheiro”. Esse inimigo poderoso astutamente tenta desencaminhar e apanhar o povo de Deus, assim como um passarinheiro faz com os pássaros.
Só que os pássaros literais por natureza são sábios e cautelosos, e não são fáceis de pegar. Primeiro para apanha-los tem de estudar cuidadosamente seus  hábitos seus costumes e desenvolver métodos astutos para aprisioná-los. Nós como pássaros figurativos, Satanás tem observado nossos hábitos e nossos costumes e tem colocado armadilhas sutis para tentar nos apanhar vivos. A Bíblia diz que: “alguns saíram da armadilha do Diabo” (2 Timóteo 2:26) O salmista identifica satanás como um Leão e o compara também a uma cobra Naja no Salmo 91:13.

O ATAQUE FRONTAL 
O Leão é considerado o Rei dos animais porque ele ataca suas presas pela frente não pelas costas. E por esse motivo que o Diabo também é comprado a um leão que ruge, dizendo:“MANTENDE os vossos sentidos, sede vigilantes, porque o vosso adversário, o Diabo, anda em volta como leão que ruge, procurando a quem devorar.” (1 Pedro 5:8) Assim como um leão, Satanás ataca às vezes de forma direta e frontal por meio de perseguição ou decretos. Alguns talvez caiam por causa desses ataques ferozes. Muitas vezes, porém, esses ataques frontais têm efeito contrário e acabam unindo o povo de Deus.

ATAQUES SUTIS.
A cobra é conhecida pela sutileza, ela ataca sutilmente.
Da mesma forma Satanás  usa de inteligência sobre-humana para dar botes traiçoeiros e mortíferos, como os de uma cobra venenosa de um lugar escondido. Muitos cristãos suportaram perseguições ferrenhas por lideres e estadistas, e depois abandonam a palavra por causa da imoralidade, do materialismo e de ideologias que contradiz as verdades da palavra de Deus.

SATANÁS E AS SUAS TÁTICAS
Ser capturado por ele significa nossa ruína espiritual. Portanto, para nossa proteção, precisamos identificar as várias táticas usadas por ele.

1-  O MEDO DO HOMEM: O Diabo gosta de se aproveitar da preocupação dos cristãos com o que os outros pensam sobre eles. “Tremer diante de homens” é um laço que o Diabo usa para desequilibrar alguns servos de Deus. (Provérbios 29:25)
2- O LAÇO DO MATERIALISMO: Ele também usa a isca do materialismo para nos apanhar. O sistema comercial deste mundo muitas vezes promove esquemas de enriquecimento rápido. Justamente em tempos de dificuldade econômica, em que alguns sacrificam sua espiritualidade para manter o seu padrão de vida.
3- O ENTRETENIMENTO PREJUDICIAL: Uma atitude parecida à de Sodoma e Gomorra tomou conta de grande parte da indústria do entretenimento. Até mesmo telejornais e revistas destacam a violência e alimentam o interesse excessivo pelo sexo. Muito do que a mídia apresenta como entretenimento ofusca a capacidade das pessoas de “distinguir tanto o certo como o errado”. (Hebreus 5:14)

COMO NOS PROTEGER?
É MORAR NO "LUGAR SECRETO DO ALTÍSSIMO!"
Não podemos resistir a Satanás e seus anjos perversos na nossa própria força física ou mental. Portanto, para evitarmos ser apanhados pelo “passarinheiro”, precisamos permanecer no lugar simbólico de proteção, isto é, “morar no lugar secreto do Altíssimo”, procurando“pouso sob a própria sombra do Todo-poderoso” do Salmo 91. Para estar no Lugar“Secreto do Altíssimo”, temos de estar “Revestidos da armadura completa de Deus, para que possamos nos manter firmes contra as maquinações do Diabo”, que estar registado em Efésios 6:11-18.

POR QUAIS MOTIVOS?
1- “O mundo inteiro jaz no poder do iníquo”, diz 1 João 5:19. Isso explica por que o Diabo pôde tentar Jesus por oferecer-lhe a autoridade e a glória de “todos os reinos da terra habitada”. (Lucas 4:5-7)
2- Satanás é “mentiroso e o pai da mentira”, mas se apresenta como “anjo de luz”, para nos enganar. ( João 8:44; 2 Coríntios 11:14) Ele dispõe do poder e dos métodos necessários para cegar a mente das pessoas  por meio de propaganda falsa, mitos e mentiras religiosas.   Não é de admirar que o apóstolo Paulo tenha escrito: “Temos uma Luta, não contra sangue e carne, mas contra os governos, contra as autoridades, contra os governantes mundiais desta escuridão, contra as forças espirituais iníquas nos lugares celestiais.” (Efésios 6:12)

A ARMADURA COMPLETA DE DEUS
Para mantermos nos lugar secreto do Altíssimo temos de nos equiparmo-nos da “Armadura Completa de Deus”.

1- “Mantende-vos firmes, tendo os vossos lombos cingidos com a verdade.” (Efésios 6:14a) Nos tempos bíblicos, os soldados usavam um cinto de couro de uns 15 centímetros de largura. Este cinto ajudava a proteger os lombos. Quando o soldado apertava o cinto, significava que estava pronto para a batalha.
2- “Vestindo a couraça da justiça.” (Efésios 6:14b) A couraça do soldado protegia um órgão físico vital, o coração. Portanto, na nossa armadura espiritual dada por Deus, a justiça divina nos protege o coração. Em sentido espiritual, o coração é símbolo apropriado do que nós somos no íntimo, nossos sentimentos, pensamentos e desejos.
3- “Tendo os vossos pés calçados do equipamento das boas novas de paz.” (Efésios 6:15) Em geral, os pés dos soldados romanos eram bem calçados para enfrentar as longas marchas pelas centenas de quilômetros de estradas romanas que se entrecruzavam pelo império.  Significa que estamos preparados para ação, prontos para divulgar a palavra de Deus em qualquer ocasião oportuna. (Romanos 10:13-15)
4- “Tomai o grande escudo da fé.” (Efésios 6:16) O soldado da antiguidade protegia-se com um grande escudo contra lanças e flechas. Se deixasse de usar um escudo, poderia ser gravemente ferido ou mesmo morto. Os recursos que Satanás usa para enfraquecer nossa fé e matar-nos espiritualmente. Incluem perseguição, mentiras, enganosas filosofias mundanas, atrações materialistas e a tentação de cometer imoralidade.
5- “Aceitai o capacete de salvação.” (Efésios 6:17a) O capacete do soldado protege-lhe a cabeça e assim o cérebro. A esperança de salvação do cristão é assemelhada a um capacete, porque protege a mente.
6- “A espada do espírito, isto é, a palavra de Deus.” (Efésios 6:17b) A Palavra de Deus, a Bíblia, age como uma poderosa espada para atacar mentiras e conceitos espirituais errôneos e para ajudar os sinceros a encontrar a liberdade espiritual. (João 8:31, 32)
7- “Com toda forma de oração e súplica, em todas as ocasiões, fazeis orações em espírito”. (Efésios 6:18)  A oração pode fortalecer-nos espiritualmente e ajudar-nos a permanecer alertas. Portanto, acatemos as palavras de Paulo e não deixemos de orar, pois isso nos ajudará a resistir a Satanás e seus demônios.

CONCLUINDO:
É possível vencermos a nossa guerra espiritual. Não há motivo para tremer de medo, pois o discípulo Tiago escreveu: ‘Sujeitai-vos a Deus, mas oponde-vos ao Diabo, e ele fugirá de vós.’ (Tiago 4:7) As Escrituras deixam claro que os servos de Deus não devem procurar agouros nem se envolver na astrologia, na adivinhação e no espiritismo. Se formos espiritualmente ativos e fortes, não precisamos ter medo do ataque do passarinheiro, e nem ter medo que alguém lance um feitiço contra nós. (Números 23:23; Deuteronômio 18:10-12; Isaías 47:12-15; Atos 19:18-20)